Incêndio no Monte Sahaja

  • English
  • Português


Estamos profundamente comovidos com as várias ofertas de ajuda e doações que chegaram após o grande incêndio que fez arder completamente a área das oficinas no Monte Sahaja – o “Shiva’s lap” (“O colo de Shiva”). O incêndio deflagrou por volta das 15 horas da tarde, no dia 17 de Novembro, e foi tão feroz que toda a área e todas as ferramentas foram destruídas pelas chamas. “Shiva’s lap” era um lugar impossível de descrever por palavras – rico em criatividade e ideias inspiradoras. A causa exata do incêndio ainda não foi determinada.

O Moojibaba e todos aqui, no Monte Sahaja, sentem profundamente o vosso apoio carinhoso e a vossa generosidade. Enquanto ainda estamos no processo de avaliar a dimensão total do que foi destruído, as vossas ofertas são muito bem-vindas e destinar-se-ão a apoiar a limpeza, o trabalho contínuo e a partilha do Satsang no Monte Sahaja.



Doações de ferramentas e outros items — Por favor, não enviem doações de ferramentas ou outros items. Apesar dessas doações serem, naturalmente, fruto da vossa generosidade, infelizmente, podem criar diversos tipos de complicações como: despesas de envio adicionais, custos alfandegários, dificuldades relacionadas com garantias, etc.

Em agradecimento

Estamos profundamente gratos aos bombeiros portugueses. Mais de 50 bombeiros vieram de vários locais da região para ajudar a extinguir o fogo. Eles chegaram rapidamente em camiões e num helicóptero e, em conjunto com a própria equipa de combate ao fogo do Monte Sahaja, lutaram contra as chamas durante várias horas, até o incêndio ter ficado sob controlo.

Também agradecemos à GNR, que assegurou a nossa segurança, e ao presidente da Junta de Freguesia de São Martinho das Amoreiras, Nuno Duarte, que garantiu que os residentes evacuados do Monte Sahaja fossem bem cuidados, organizando abrigo, cobertores e comida na aldeia. Muitas pessoas que vivem na aldeia vieram também oferecer a sua casa, comida e amor à sangha. Agradecimentos especiais também à Sandra do Zmar, ao antigo presidente da Junta de Freguesia, Mário, e à comunidade local pelo seu apoio e solidariedade. Estamos verdadeiramente tocados pelo amor, apoio e carinho genuínos que estão, nesta altura, a ser dados ao Monte Sahaja.



Estamos continuamente sob a Graça de Deus.
Poderia ter sido muito pior,
como vimos nesta última temporada
de incêndios florestais
aqui em Portugal.
Se não fosse a Graça de Deus,
isto poderia ter resultado numa enorme tragédia.
A Graça impediu que o vento soprasse.
Estamos cheios de gratidão por tudo.

~ Mooji